Curiosidades

Você sabia de tudo isso sobre Lewis Carroll, autor de Alice?

O criador do fantástico mundo de Alice no País das Maravilhas era um homem tão interessante e encantador como os personagens mágicos que se tornaram inspiração para muitas gerações. Saiba mais sobre Lewis Carroll.
Tudo o que você precisa saber sobre Lewis Carroll, autor de Alice no País das Maravilhas
O autor destas fascinantes obras, foi um homem multifacetado, que se destacou em muitas disciplinas, sendo a literatura apenas uma em que ele teve sucesso. Também foi um brilhante matemático, lógico, diácono anglicano e fotógrafo.
Nascido em 27 de janeiro de 1832, em Daresbury, Cheshire (Inglaterra), Lewis Carroll se destacou com seu trabalho escrito no gênero absurdo literário, que mistura elementos que têm sentido com outros que, definitivamente, não.
Alice’s Adventures in Wonderland (As Aventuras de Alice no País das Maravilhas, que você pode comprar na Amazon), na sua sequência, Alice através do espelho, também na Amazon, que inclui o poema “Jabberwocky”, e o poema ” A caça ao Snark, são todos exemplos deste gênero. Lewis é conhecido pela facilidade que tinha com os jogos de palavras, a lógica e a fantasia.
Sua popularidade é tal que existem sociedades em muitas partes do mundo dedicadas ao prazer e promoção de suas obras, e a investigação de sua vida.
Seu nome verdadeiro era Charles Lutwidge Christ. Seu pseudônimo é uma anglicización de Ludovicus, a versão latina de “Lutwidge”, e o sobrenome irlandês Carroll, que tem grande semelhança com o latim de Charles, Carolus. Mais um exemplo de seu amor por jogos de palavras.
Sem dúvida, era um homem brilhante, mas como muitos gênios, Lewis teve que batalhar seus próprios monstros. Carroll sofreu de um raro distúrbio neurológico que causa estranhas alucinações e que afeta o tamanho em que o paciente percebe os objetos visuais, fazendo com que se sintam mais grande ou mais pequenos do que são.
Isso, sem dúvida, foi um tema recorrente em suas obras, como quando Alice se torna gigante e depois minúscula ao tomar umas substâncias. A doença, descoberta pela primeira vez pelo psiquiatra inglês John Todd, em 1955, foi mais tarde chamada Alice in Wonderland Syndrome (Síndrome de Alice no País das Maravilhas).

Apesar disso, foi um erudito estudioso e amante das ciências. De fato, Carroll comprou o microscópio mais moderno de sua época. O microscópio, fabricado em 1859 por Smith