Curiosidades

Se você não pode viajar para o Japão, faça seu pelúcia

É possível que, para muitos, essa notícia seja algo incompreensível e até mesmo com uma essência ligeiramente triste. Por que enviar a nossos bichos de pelúcia para viajar pelo Japão, se podemos fazê-lo nós mesmos?
Sabemos que assim, de repente, tudo parece um pouco estranho. Não obstante, está se tornando tendência, e são muitas as pessoas que compartilham com orgulho em suas redes sociais o surpreendentes campo de concentração japonês que vivem seus bichos de pelúcia, os lugares incríveis que visitam e os amigos de outros países que vão conhecendo os seus trajectos.
Como intuimos que você ficou algo intrigado, passamos em seguida a lhe dar todos os detalhes, se anima a fazer o mesmo.
Uma agência de viagens para bichos de pelúcia
Você ainda Conservas a tua pelúcia favorito da infância? Se assim não for, torne-se com um e envie-o para o Japão. Desde a agência japonesa “Unagi Travel” convidam-nos a fazer isso para oferecer uma experiência tão singular como inesquecível.

Esta ideia saiu da mente de Sone Azuma há mais ou menos três anos, e desde então, o projeto alcançou um notável sucesso. A faísca surgiu depois de ver como muitos de seus amigos costumavam levar com eles a seus bichos de pelúcia em muitas de suas viagens. Faziam fotografias e subiam para as redes sociais. Era uma forma singular com muita eficácia.
Por que não montar, então, uma agência de viagens exclusivamente para bichos de pelúcia? Os potenciais clientes podem ser os seguintes:
Pessoas que não podem permitir-se pagar uma viagem ao Japão (a maioria, em especial os que temos a nossa permanência nesse “extremo ocidente”)
Pessoas que, pela sua situação física ou de pessoal, não podem deixar o seu local de residência.

A verdade é que para Sone Azuma tudo começou como um jogo, mas hoje já conta com mais de 200 bichos de pelúcia recebidos por usuários de todo o mundo que procuram viver outro tipo de experiência. Os passos para obtê-lo se você estiver interessado, são os seguintes:
O teddy deve ser enviado para a sede da agência de viagens Japão. Importante que não pese mais de 250 gramas.
O tour dura cerca de 3 semanas e passará por várias cidades do Japão. O custo total (além do envio da pelúcia) varia entre os 20 e os 50 dólares.
Na agência comprometem-se a tratá-los como pessoas. A idéia é que vivem as mesmas experiências que um turista normal: vão a restaurantes, passeios, venha monumentos, fazem saídas noturnas… Cada momento é captado com uma fotografia e enviada aos seus proprietários. Estes, por sua vez, as compartilham em suas redes sociais.
Quando a viagem termina os ursinhos voltaram para suas casas com um cd que reúne todas as suas vivências e vários postais.

Se você chama a curiosidade e ainda não acabamos de crer que exista uma ideia semelhante, você pode visitar o Facebook da própria agência onde você verá as múltiplas vivências de todos estes peluches viajantes. De fato, diz-se que esta idéia não é nova, e que foi o gnomo de Amélie o primeiro a sair de seu jardim para ver o mundo.

Agora, o maior medo que têm os donos destes bichos de pelúcia viajantes, é que em qualquer controle de aeroporto para ir ou voltar do Japão, sejam “destripados” pelos policiais para verificar se levam droga no seu interior. Nunca se sabe como pode terminar uma aventura!