Curiosidades

Por que os meteoritos explodem antes de chegar à Terra?

Resposta científica de por que os meteoritos explodem antes de chegar à Terra
As chuvas de pequenos meteoritos são freqüentes e raras vezes provocam danos que lamentar na superfície terrestre, pois os meteoros explodem antes de chegar à Terra, apartando-se em partículas diminutas que se desintegram no ar.
Não obstante, a cada certo tempo, um desses corpos menores do sistema solar de dimensões importantes, consegue impactar contra a atmosfera. Como fez o bólido de Chelyabinsk, uma bola de 17 metros de largura, que explodiu em 2013 -mais de 29 mil metros de altura sobre esta porção da Rússia-, liberando uma enorme quantidade de energia proporcional à de uma pequena arma nuclear. A onda de choque deixou grandes estragos materiais, como vidros quebrados, danos a casas e 1491 pessoas feridas.
Bólido de Chelyabinsk, 2013
Este evento astronômico foi a base do estudo que permitiu entender como e por que os meteoritos explodem antes de chegar à Terra. De acordo com Marshall Tabetah e Jay Melosh, um pesquisador pós-doutorado associado e professor do Departamento de Ciências Terrestres, Atmosféricas e Planetárias (EAPS), na Universidade de Purdue, responsáveis pela pesquisa, com o apoio da agência de Defesa Planetária da NASA, a detonação ocorre devido a que o ar a alta pressão que fica em frente ao meteoro entra entre as fendas e poros, fazendo-o voar com facilidade ao separar o corpo do meteorito.
A análise foi possível com o uso de um programa de computador que permitiu simular as condições do choque do meteoro de Chelyabinsk contra a atmosfera terrestre, para um cálculo mais eficaz. Incluíram dados como a massa original do meteoro e a forma em que entrou para a atmosfera, além de incorporar a pressão de ar à qual é submetido o bólido para estudar a forma em que ocorreu a troca ou interação de energia.

Com efeito, como foi explicado na publicação da revista científica Meteoritics and Planetary Science, intitulado “Air Penetration Enhances Fragmentation of Entering Meteoroids”, o ar entrou no interior, fazendo com que o objeto causa de dentro para fora, vendo-se a partir da superfície, como uma enorme bola de luz que expulsou milhares de toneladas de escombros.
O evento em Tcheliabinsk semeou o interesse entre os cientistas de compreender este fenômeno devidamente, considerando os efeitos colaterais que provocou o enorme bola. No entanto, apesar disso, graças aos resultados de suas investigações comprovaram que a atmosfera terrestre é muito mais poderosa, como escudo protetor do que antes se pensava. Você pode imaginar o caos que seria se um meteorito desta magnitude impactar a Terra em seu estado integral?
Não perca: 18 curiosidades da Terra