Curiosidades

Os 4 terremotos mais destrutivos da história

Os 4 terremotos mais destrutivos da história
1.Terremoto de Valdivia, Chile
O terremoto de Valdivia, Chile, ocorrido em 21 de Maio de 1960, é considerado até o momento como o maior movimento telúrica da história do planeta. Teve uma magnitude de 9,5 MW (resultado parcialmente correto escala de magnitude de momento). Milhares de pessoas perderam a vida no trágico evento e pelo menos 2.000.000 ficaram danificados.

O sismo foi de tal magnitude que Valdivia se afundou 4 metros abaixo do nível do mar. Como consequência do terremoto, o vulcão Puyehue explodiu e se produziu um tsunami que se espalhou por todo o Oceano Pacífico, chegando a lugares tão distantes como a costa do Japão e Havaí.
2. Terremoto em frente ao norte de Sumatra, Indonésia
Esta tragédia natural ainda está fresca na memória de todos. Trata-Se do terremoto que gerou um gigantesco tsunami que causou a morte de pelo menos 229.866 pessoas. O mesmo ocorreu em 26 de Dezembro de 2004 e teve uma magnitude de 9,3 MW.
Este terremoto é considerado o segundo pior em toda a história. Afetou os seguintes países: Tailândia, Índia, Ilhas Maldivas, Sri Lanka, Malásia, Myammar e Bangladesh.
3. Terremoto na Península de Kamchatka, Rússia
Este movimento telúrico ocorreu em 4 de Novembro de 1952, na Península de Kamchatka, na Rússia. O mesmo teve uma magnitude de 9 MW e causou danos materiais estimados em mais de um milhão de dólares. Como consequência do terremoto ocorreu um tsunami que chegou às costas da Califórnia, Havaí, Cocos, Alasca e as Ilhas Midway.
4. O grande Terremoto da Costa de Honshu, Japão
Este terremoto ocorrido em 11 de Março de 2011, foi tão intenso que fez com que o eixo da Terra está se movendo a 10 centímetros. Teve uma magnitude de 9 MW e, como conseqüência, produziu-se um poderoso tsunami que arrasou a costa.

Cerca de 15 minutos após a ocorrência do terremoto atinge o tsunami, afetando não só para a costa do Japão, mas também em países tão distantes como o México e o Chile. Neste último chegaram ondas de cerca de 4 metros de altura e estima-se que o mar avançou cerca de 100 metros terra adentro. Outra das principais e terríveis conseqüências deste terremoto foi o acidente nuclear que aconteceu em Fukushima I.
Alguns especialistas dizem que o mundo ainda não viu o pior terremoto de todos os tempos. Você Está pronto para a humanidade para esse desafio iminente?
Se você gostou deste artigo, convidamos você a ler mais sobre: Falha de Santo André: você se aproxima de um” grande” terremoto?