Curiosidades

Escritores postos em tela de juízo

Alguns importantes escritores questionados
“A Ilíada” e “Odisséia”.- Há aqueles que duvidam de que Homero existisse. Mesmo recelan de que, em quase que fora real, essas obras tivessem sido escritas por ele. Na antiguidade os filósifos Jenón e Telêmaco, afirmaram que apenas a Ilíada era sua. Hoje em dia, a tese com mais peso é a que afirma que, talvez, uma pessoa, que fora provavelmente Homero ou até mesmo 2 pessoas, compilação de textos transmitidos de forma oral através do tempo.
“A história verdadeira da conquista da Nova Espanha”.- Segundo conta o historiador Christian Duverger, em um livro publicado em 2012, com o título de “Crônica da eternidade”, esta obra não foi escrita por Bernal Díaz del Castillo, mas pelo capitão-general Hernán Cortés.
Shakespeare.- Embora a maioria das teorias são do século XVIII e hoje em dia tem pouca credibilidade, o ator Derek Jacobi, especialista em Shakespeare, questiona que um plebeu criou estas obras. Estas teorias afirmam que as obras foram escritas pelo filósofo Francis Bacon ou Christopher Marlowe, espião e dramaturgo que teria fingido sua morte para adotar uma identidade inventada, de Shakespeare.

O Lazarillo de Tormes.- Sempre foi tratado de pesquisar autoria para o Lazarillo de Tormes. Frei Juan de Ortega, Diego Hurtado de Mendoza, Sebastião de Horozco, Lope de Rueda, Alfonso Valdés… A polêmica continua aberta.
Escritores perseguidos
Algo também muito comum são os escritores que, infelizmente, têm sido perseguidos. E é que a cultura é forte, mais do que qualquer arma destrutiva, e, infelizmente, levanta muitas vezes polêmicas desnecessárias. Enquanto prometemos-lhe um outro artigo, apresentamos alguns escritores perseguidos, infelizmente, por questões políticas e/ou culturais.
Federico García Lorca, assassinado por sua condição de homossexual.
Mario Benedetti teve que fugir de seu país por suas convicções políticas. Tão só pôde voltar para o Uruguai, em meados dos anos 80.
Salman Rushdie, por seu livro “Os versos satânicos” foi acusado de blasfêmia. O Ayatollah Khomeini, iraniano, cujas palavras são mandato divino, disse que o condenava à morte por seu livro. Não obstante, continuou vivendo e publicando livros. Hoje leva uma vida praticamente normal.
Salman Rusdie
Bertolt Brecht, ser comunista não tinha perdão para o governo nazista. Queimaram todas as suas obras e teve que fugir para a E. E. U. U.
Reinaldo Arenas sofreu um terrível assédio por sua condição homossexual e a sua presença na cena cultural. Viveu a loucura e antes de se suicidar, ele escreveu uma carta para Castro, acusando-o de toda a sua infelicidade.
Tomas Mann, quando Hitler chegou ao poder, em 1933, não teve mais remédio que fugir para a Suíça e, em seguida, a E. E. U. U.
Se você gosta de artigos sobre escritores, não deixe de ler A vida de Agatha Christie foi a sua inspiração aqui no Sintonize Ciência.