Curiosidades

Cuidado! Estes são os gatilhos mais comuns da ENXAQUECA

Se sofres, se você sofre essa dor latejante que martillea um lado de sua cabeça saberá, sem dúvida, o que se vive. Tardes em penumbra no quarto e a estranheza por parte daqueles que não chegam a compreender que a enxaqueca não é uma simples dor de cabeça.
É interessante saber que as enxaquecas são causadas pela ativação ou irritação das fibras de uma estrutura muito específica: o nervo trigêmeo. É ele quem transmite certas substâncias que inflamam as meninges, ocasionando assim essa dor que experimentamos como “batidas” que tanto nos imobilizam.
Infelizmente, a enxaqueca costuma ser um problema crônico, que de acordo com muitos estudos, inicia-se ainda na infância. Pode chegar a limitar bastante a nossa vida e o nosso desempenho acadêmico ou de trabalho, posto que, conforme nos explicam os médicos, o normal é sufrirla entre 10 e 15 dias no mês.
O que podemos fazer então? O primeiro é contar com um bom diagnóstico e acompanhamento médico. Outra estratégia é a que apresentamos aqui: conhecer os gatilhos da enxaqueca, fazem-nos sufrirla. Além disso, tal como nos indicam os especialistas sempre é muito adequado ter um diário”, “dor”, lá onde se pode conhecer melhor nosso caso, e poder tirar relacionar determinadas causas-efeito ( dias de exames=enxaquecas / comer doces=enxaquecas)
Por nossa parte, nós convidamos você a ter em conta os gatilhos mais comuns da enxaqueca. É importante saber que cada pessoa é única, e que a todos nos afectam as mesmas coisas, os mesmos disparadores. De lá, vale a pena conhecê-los e saber se nos fazem ou não reagir.
Cuidado! 10 gatilhos da enxaqueca
Incidimos mais uma vez, que os seguintes aspectos não disparam em todos os pacientes com um episódio de enxaqueca. Algumas pessoas são mais sensíveis a alguns estímulos que a outros. Não obstante, estes seriam, sem dúvida, os fatores desencadeantes mais comuns.
Fonte Health Neurology
1 – As luzes brilhantes: estar ao sol durante muito tempo, ou receber o impacto de luzes intermitentes, costuma ser uma pessoa bastante comum para as enxaquecas. Daí, que um modo de sentir alívio, é descansar em um quarto, em silêncio, e no tibia penumbra.
2 – Determinados alimentos: tal e como lhe dissemos antes, quase 70% dos pacientes com enxaqueca têm histórico familiar, parece que está ligado ao cromossoma 19, e, por sua vez, costumam ser mais sensíveis a determinados alimentos que produzem mudanças em seu sistema vascular.
Os alimentos para controlar ou evitar seriam os seguintes:
Os alimentos ricos em sal
Os alimentos estimulantes químicos ou naturais:
-Tiramina: muito comum em certos queijos, capazes de estimular os vasos sanguíneos do cérebro.
-Feniletilamina: outro vasoestimulante que, infelizmente, encontra-se em muitos desses alimentos que adoramos, como por exemplo o chocolate, o café ou o chá…
-O álcool.
Os produtos lácteos também costumam causar inflamação e, portanto, enxaquecas e dores de cabeça.
Os lácteos são gatilhos da enxaqueca bastante comum
3 – O exercício ou estresse: depois de ter feito exercício, e justo quando nos damos um banho e pensamos que vamos relaxar, aparece a enxaqueca. O mesmo ocorre com o estresse, depois de um dia de trabalho duro, chegamos em casa e quando nos sentamos no sofá…. Aparece essa aura terrível de dor.
4 – As alterações de temperatura que o ar condicionado, ou até mesmo a chuva em dias de verão, nos provoca essa sobreexcitação que deriva em enxaquecas.
5 – Cuidado com os perfumes muito fortes: pode parecer bobagem, mas há perfumes que estimulam muito os nossos sentidos e que, pouco a pouco, nos provocam mal-estar e dor de cabeça. Será que lhe aconteceu alguma vez?
6 – alterações hormonais: tal e como lhe dissemos no início, as enxaquecas afetam em especial, as mulheres. É importante ter em conta que tanto o período pré-menstrual, como a própria menstruação traz consigo essas alterações hormonais que resultam em possíveis dores de cabeça.

Para concluir, vale a pena ter em conta esses fatores para conhecê-los e controlá-los, se nos é possível. No entanto, se você também sofre de enxaquecas, não hesite em explicar como é que as afrontas.