Curiosidades

As Fuurin, as campainhas dos desejos

As Fuurin, as campainhas dos desejos
A origem das Fuurin se encontra realmente na China. Lá se utilizavam os campos de bambu para saber a direção em que soprava o vento e a sua força. Alguns monges budistas japoneses que se mudaram para a China, os trouxeram consigo e se tornaram rapidamente um elemento tradicional nas casas de seu país. Seu nome pode ser traduzido como “sinos de vento”. Primeiro foram penduradas nas quatro cantos do templo para afastar os maus espíritos e para que, com a sua harmoniosa e agradável som fossem atraentes da paz. Pouco a pouco se espalhou a ideia de que lá onde se ouvia o tilintar melodioso os pequenos sinos de vento, não ocorria nenhuma desgraça. Seguindo esta premissa, os japoneses, os colocaram em suas casas.

As primeiras eram feitas de metal muito fino ou de cerâmica. Mais tarde foram feitas de vidro, que são as mais vistosas e coloridas. Do final do badalo pendura um papel com um desejo ou uma frase positiva. O vento move o papel e o pequeno badalo bate nas paredes do sino distribuindo o ar desse som que para os japoneses sempre transmite boas sensações.

O momento de colocá-los em portas, janelas e varandas é na primavera e início do verão. Nessa época é quando começa a soprar uma agradável brisa que passar as fuurin. Costumam ser de cores que lembrem o frescor do ar e da água na primavera. Especialmente utilizadas verdes e azuis. O tom musical que produzem depende do material de que são feitas, a espessura das paredes, do tipo e comprimento do badalo, etc…

Em outras culturas antigas também se usaram campainhas semelhantes. No Império Romano, foram utilizadas algumas muito semelhantes, conhecidas como “tintinnabulum”. Acreditavam que aproximam os maus espíritos e atraem a boa sorte, por isso, costumavam ser em forma de falo (símbolo de boa sorte), a que se acrescentavam as asas e patas de um animal.

Além da Ásia, atualmente podemos encontrar sinos de vento ou fuurin em todo o mundo e de formas muito diversas, isso sim, sempre como um elemento positivo, que, entre outras disciplinas, integra o Feng Shui. Se quiser saber mais sobre o Japão, talvez você queira ler o artigo 12 coisas que você vai encontrar APENAS no Japão.