Curiosidades

As cores da Lua e por que se produzem

As cores da Lua
Ao contemplar a lua ao longo de nossa vida, observaremos que o seu arco cromático é muito variado. A maioria das vezes é de uma cor branco-acinzentada ou amarelada, mas não é incomum que apresente uma cor vermelha, laranja e até azul. Vejamos a que se devem estas tonalidades:
Lua Azul
A observação de uma lua com coloração azulada é um fenômeno relativamente raro. Tem lugar quando a atmosfera se acumulam partículas de poeira ou fumaça de 0’7 mícrons ou mais. Estas partículas fazem com que a luz natural se disperse e se altere a cor da lua. Pode ocorrer em qualquer fase lunar. O fenômeno pode ser observado após um incêndio florestal ou a erupção de um vulcão. Após a erupção do vulcão Krakatoa, em 1883, a lua se viu azulada durante dois anos.

O termo “lua azul”, derivado do inglês “blue moon” faz referência também à segunda lua cheia que ocorre num mesmo mês. Este fato ocorre a cada 2 anos e meio aproximadamente, mas não tem nada que ver com a sua coloração.
Lua Vermelha
A Lua recebe sua luz do Sol e a posição dele tem muito a ver com a coloração do nosso satélite. A cor vermelha ocorre quando há um eclipse total da Lua. Esta não recebe luz do Sol e adquire um tom avermelhado em vez de ser completamente escura.

É conhecida também como “Lua de sangue” e o tom avermelhado se deve a um fenômeno conhecido como dispersão de Rayleigh (que é o mesmo que se a vermelho o céu durante o pôr-do-sol, por exemplo). A coloração durante o eclipse também é afetada pelo conteúdo da atmosfera, poeira, umidade e até mesmo os níveis de nuvens.
Lua amarela/laranja
O posicionamento da Lua em relação ao Sol e a Terra é básico para a coloração e o tamanho que nós podemos observar. Quando a Lua está sobre o horizonte, por exemplo, durante a chamada “Lua da Colheita”, é o momento em que está mais próxima da Terra e é quando podemos ver a cor amarelo-alaranjado.

Ao estar mais perto da superfície terrestre, a luz tem que atravessar mais partículas atmosféricas relacionadas com a poeira e a poluição e devido a que estas partículas dispersam os comprimentos de onda mais curtos (como podem ser os da cor azul) vêem-se as mais longas, que correspondem às cores amarelo e laranja.
Lua cinza
Normalmente a cor que vemos na lua se aproxima mais ao alvo/esbranquiçado ou amarelo-claro, do que a qualquer outro. Esta cor é a que nos chega quando não há eclipses ou partículas atmosféricas grandes que incidam sobre a nossa visão. Vemos áreas mais escuras no satélite devido às antigas áreas de atividade vulcânica.

Se fotografamos a lua fora da atmosfera terrestre, normalmente as capturas nos apresentados em tons de cinza. Isto se deve a que a superfície lunar é composta basicamente por silício, ferro, magnésio e outros elementos que dão como resultado dessa cor cinza rochoso.
Estas são as cores da lua e por que ocorrem, esperamos ter esclarecido as dúvidas que tinha sobre eles. Se você tem interesse neste post, talvez você queira ler: