Curiosidades

A Revolta Jacobita, a revolta que quase alcança a independência da Escócia

Em várias ocasiões foram realizados movimentos que, apesar de que foram derrotados, demonstraram a ferocidade dos escoceses e a profundidade de suas convicções. Veja como foi o levantamento Jacobita que por pouco atinge o seu objetivo.
A revolta Jacobita e a luta por separar a Escócia do Reino Unido
A causa Jacobita era o movimento que buscava a restauração do exílio católico Jaime II ao trono da Escócia.
Este complexo capítulo da história da Escócia, em que se enfrentaram os Stuart (católicos) e Hanôver (protestantes) se desenvolve entre escoceses patriotas e britânicos descontentes e nele se sucederam actos de grande valor e erros táticos que custaram a vida de muitos honrados soldados. Sua importância é inegável, pois se tratou de um ponto sem retorno na história deste país, que a partir de então, mudou para sempre.
Não se tratou de um único levantamento, mas de várias tentativas em que os fiéis Jaime II procuraram restaurar a sua posição como rei. Em 1689, o velho pretendente – como chamavam o rei Jaime II com o apoio da França, veio para a Irlanda para se preparar para assumir o trono da Inglaterra, mas foi derrotado pelo rei Guilherme III de Inglaterra, em 1690.

Então, em 1715, o sucessor do velho pretendente, Jaime III, reuniu os fiéis da Casa de Stuart, mas foram novamente derrotados diante dos superiores números da marinha inglesa.
A terceira tentativa ocorreu em 1719. Os jacobitas haviam perdido o apoio da França, mas convenceram a Portugal para se juntar à causa. Soldados espanhóis foram enviados para tomar Inglaterra pelo Rei Filipe V. no entanto, desta vez foi o inclemente clima que derrotou a revolução.
As fortes tempestades no oceano Atlântico, já que sete mil soldados espanhóis chegassem a seu destino e o pequeno grupo de 300 homens que pôde reunir-se com os clãs das terras Altas, foi derrotado na Batalha de Glenshiel, 10 de junho de 1719.
A última e fatídica vez que os jacobitas desafiaram o regime britânico foi em 1745. “Bonnie Prince Charles”, como era conhecido o príncipe Carlos, mobilizou um exército composto em grande parte, por soldados dos clãs provenientes das Highlands, apoiados por navios franceses e soldados do exército regular de Luís XV, com os quais conseguiu tirar Edimburgo, depois de derrotar os ingleses na Batalha de Prestonpans.
A derrota alertou para os ingleses, que se prepararam, mobilizando mais tropas, e envalentonó ao “jovem pretendente” Carlos Stuart a voltar para Londres e assumir o trono da Inglaterra e da Escócia.
O rei Jorge II da Inglaterra mesmo, mobilizou o Governo de Hanover, mas Bonnie Prince lhe acumulavam os problemas e se viu obrigado a retirar-se. Depois de fracassar na tomada do castelo de Stirling e Fort William em fevereiro e março de 1746, os generais Carlos começaram a decepcionarse diante da evidência dos escassos conhecimentos militares que tinha.
Carlos esperava em vão o apoio da França e subestimar seu adversário, a última rebelião escocesa terminou brutalmente na Batalha de Culloden, 16 de abril de 1746, em que os ingleses fulminaron as forças da Escócia e Bonnie Prince Charles teve de fugir para sempre da Grã-Bretanha.
A crueldade dos britânicos, o que lhe valeu a sua geral o apelido de “Cumberland o Açougueiro”. Morreram mais de 1200 escoceses em menos de uma hora e significou o final dos clãs.
Essa derrota fez com que ele perdesse o apoio do Vaticano e da França, que lhe deram as costas por sua conduta e, finalmente, morreu alcoolizado em 31 de janeiro de 1788, e com ele, o último descendente masculino da dinastia Stuart, com direito ao trono britânico.
O que te parece este episódio da história?
Se você se interessou e você gosta também a novela romântica, com toques fantásticos e interessantes e contrastados dados históricos, recomendamos que reveja a série “Outlander” (“Forastera”). Esta conta as experiências de uma jovem inglesa que, após se reunir com o seu marido, passada a Segunda Guerra Mundial, viaja para a Escócia para voltar a ligar-se com ele. Nesta viagem será transferida para a Escócia do século XVIII, antes do último levantamento jacobita do que lhe falávamos, onde conhecerá a Jaimie, um escocês que mudará sua vida para sempre. Você pode encontrar o primeiro livro desta saga no Amazon:
– Forastera – Nova Edição (Letras de Bolso)
Se você está mais interessado em aproveitar esta história na versão televisiva, encuéntrala também na Amazon:
– Outlander – Temporadas 1 a 2 [DVD]
Assista ao trailer da primeira temporada: