Curiosidades

A Homossexualidade na Era Vitoriana Você vai se surpreender

A sexualidade no geral, foi um tema tabu praticamente desde que apareça o monoteísmo convertendo-se em algo “reservado exclusivamente” ao serviço da procriação, condenando sua prática por mero prazer, muito mais ainda, se a relação sexual se empregavam posições com as quais não era possível a concepção, como na felação ou a sodomia, considerando-se atos excêntricos, se dava entre indivíduos do mesmo sexo. Mas, felizmente, isso não foi igual nem em todas as culturas, nem em todas as épocas. Mostra disso é a homossexualidade na era Vitoriana. Você quer conhecê-la?
A Homossexualidade na Era Vitoriana.

A era Vitoriana, no Reino Unido, foi um momento cheio de mudanças que trouxeram prosperidade a Coroa, que foi fortemente influenciada pelo movimento sociocultural da Ilustração, que imperava em toda a Europa, na época. Assim, a sociedade encontrava-se totalmente centrada em valores como o esforço, o esforço para o trabalho e a poupança, em seguida, viriam a fé e o descanso. Por isso que a preguiça, o vício e as baixas paixões eram a causa de rejeição e vergonha por parte de uma sociedade progressista, que enfrentava o problema de duas formas muito curiosas com a indiferença e a dupla moralidade. Obviaban o “problema” fingindo que não existia para não perder tempo em algo que não era realmente produtivo.

Esta atitude fez-lhes permissão, em comparação com outros países, por aquela época, e até 1885 não existiu nem uma legislação como essa, que regulase, de algum modo, as práticas homossexuais entre homens, sempre que estas ficassem na mais estrita intimidade,evitando qualquer tipo de exposição pública das próprias preferências sexuais.
Mas que era bastante freqüente a homossexualidade entre os intelectuais e artistas da época, como Simeon Solomon, Edward Carpenter, ou o conhecidíssimo Oscar Wilde, que sentiam uma grande potência da época clássica, na Grécia e em Roma, seus costumes, e que queriam recuperar aquele pensamento liberal para o carnal e que leva a pensar que, de algum modo, procuravam imitá, claro, de forma totalmente clandestina, ao abrigo da noite, como a prostituição, que, no caso de serem descobertas seriam punidas, mas apenas a prostituta, especialmente se o seu acompanhante se tratava de um militar que gozava de um tratamento de favor em frente a estas práticas.

Não obstante, até o final da era Vitoriana, começaram a tornar-se públicas as relações homossexuais de importantes personagens da sociedade britânica, como Oscar Wilde, que foi acusado do crime de sodomia e grave indecência pelo pai de sua amante e condenado pelo tribunal a dois anos de prisão e trabalhos forçados. Uma sentença que serviu de exemplo e abriu o caminho para uma terrível intolerância.