Curiosidades

7 gestos do seu corpo que podem ser lidos e arruinar uma entrevista de emprego

Quando vamos a uma entrevista de emprego, sempre tentamos dar a melhor impressão possível. No entanto, a linguagem corporal é algo que muitas vezes obviamos e que o nosso interlocutor pode decifrar. Descubra os 7 movimentos de seu corpo, que podem ser lidos e arruinar uma entrevista de emprego.
7 gestos do seu corpo que podem ser lidos e arruinar uma entrevista de emprego
1. Aperto de mão fraco ou muito forte
O aperto de mão deve ser firme, mas não esmagadora. Se é demasiado frouxo pareceremos com a falta de confiança, mas se é excessivamente forte denotará intenção de dominar.

2. Cruzar os braços
O cruzar os braços ou as pernas cria uma barreira física entre entrevistador e entrevistado. Há que evitar os movimentos de seu corpo para não dar a impressão de que você quer se manter distante e inacessível, ou de que você é uma pessoa de mente estreita, que não aceita outras opiniões. As mãos para os lados ou no colo dará uma melhor impressão.
3. O contato visual
O contato visual é muito importante em uma entrevista. Não deve ser excessivo ou esparso. Considera-Se que manter o olhar entre 7 e 10 segundos é o ideal. Mais tempo pode ser interpretado como agressão e evitar o olhar produz a sensação de que você esconde algo suspeito e pode até ser assustador.

4. Gestos exagerados
Se gesticulamos exageradamente, mudando muito as mãos e os braços, pareceremos caóticos e desordenados. De certeza que o nosso entrevistador não procure essas “qualidades”. Também podem dar a impressão de que nós faltamos à verdade, enquanto que usar pequenos gestos acompanhando nossas palavras, fará com que cedam honestos, inteligentes e dignos de confiança.
5. Mãos nas costas ou nos bolsos
A mãos nas costas ou nos bolsos te impedirão mover-se com desenvoltura e você olhará rígido e pouco flexível. Você também pode dar a entender que você está mentindo, já que quando se falta a verdade, muitas vezes se escondem as mãos.

6. Toquetear objetos
O melhor é não toquetear os objetos que estão a seu alcance. Se jugueteamos com canetas, cadernos, clipes… parece que estamos ansiosos e angustiados porque não temos a preparação suficiente. Não devemos tocar o rosto ou o nariz, já que podemos parecer desonestos, nem o cabelo, já que denota insegurança.
7. Apertar os punhos
As mãos devem permanecer visíveis, abertas e descontraídas. Se por nervos fechar os punhos, vamos dar-lhe a sensação de estar na defensiva e prontos para discutir com o entrevistador.