Curiosidades

5 parques temáticos curiosos

Parques temáticos curiosos, para um público diferente
Como já tinha dito, nem tudo têm de ser montanhas-russas e outras atrações emocionantes para que um parque temático tenha sucesso e seja muito visitado. Os que hoje mostramos-te chamarão a atenção para outros aspectos:
1. Parque dos pênis, Coreia do Sul
As formas fálicas são importantes na cultura asiática, por isso não é de admirar que este continente tem vários compartimentos dedicados a elas, como por exemplo o parque Haesindang, localizado no Sinnam, uma pequena cidade da costa Leste da Coreia do Sul. Todo o recinto está cheio de esculturas de pênis de todos os tamanhos, cores e formas que se possa imaginar. Desde o canhão com forma fálica, até todo o tipo de lugares que o visitante você pode usar para descansar quando a impressão é muito grande.

A origem deste curioso parque temático baseado em uma lenda que conta que uma jovem virgem morreu afogada esperando sentada em uma pedra a volta de seu noivo, o pescador. A partir desse dia, a pesca na zona caiu muito e os pescadores culparam o espírito da jovem dessa circunstância. Até que um dia, um deles urinado na beira do rio e os peixes voltaram. A gente pensou que, ao ver o pau do homem, a jovem sentiu-se satisfeita e retirou os peixes.
De acordo com essa lenda, foi criado o parque dos paus, que, além de todas as esculturas que mencionamos, tem, na parte baixa, um pequeno altar em homenagem à jovem e o mais alto, uma zona dedicada ao horóscopo chinês, que inclui, além disso, os animais que representam esculpidos dentro de paus gigantes.
2. O Império dos Anões, China
Situado na província de Yunnan e aberto desde o ano de 2009, o parque temático conhecido O Império dos Anões que tem como protagonistas de todas as suas atrações para pessoas de tamanho pequeno. No total, no parque há mais de cem empregados, que não passam de 130 centímetros de altura. Todos eles interpretam os cidadãos de um império governado por um imperador e de seu consorte. O Imperador do parque, de apenas um metro de altura, veste uma túnica amarela, como os imperadores da China imperial, e exerce o seu domínio sobre uma corte de fadas, os guerreiros, os cozinheiros e os monges. Duas vezes por dia, oferecem espetáculos em que interpretam canções e danças, como uma versão de O lago dos cisnes.

Obviamente, o parque não é do gosto de todos, e tem recebido muitas críticas por parte de associações de anões de todo o mundo, mas os responsáveis por este lugar se defendem dizendo que as pessoas de tamanho pequeno têm muitas dificuldades para encontrar trabalho e graças a este parque podem ganhar a vida de forma digna.
3. Holy Land Experience, Estados Unidos
Outro dos parques temáticos que chamam a atenção por sua originalidade é este de Orlando, perto de DisneyWorld, dedicado à religião cristã. Nele, o visitante descubra como era a vida no antigo Israel nos dias de Jesus cristo, há 2.000 anos, e siga os passos de Jesus através de representações e réplicas de edifícios.

Entre seus espaços mais populares, destaca-se a maquete de Jerusalém que, por seu grande nível de detalhe, constitui uma oportunidade fantástica para ver como poderia ter sido a cidade no ano de 66, pouco antes de o destruir os romanos. Outro atrativo do parque é a Jerusalém Street Market, que reproduz como poderia ter sido um mercado do médio Oriente há milênios e que oferece uma representação do caminho de Jesus até o Calvário com a cruz ao ombro. E se o que se deseja é um pouco de tranquilidade, existem três jardins de oração, entre eles uma réplica do Jardim de Getsêmani, onde Jesus foi orar a noite da véspera de sua crucificação.
4. Shima Spain Village, Japão
Voltamos ao continente asiático, e novamente nos encontramos com outro dos parques temáticos que mais surpreendem os espanhóis que visitam a área, pois é um espaço inteiramente dedicado a Portugal. Inaugurado na década de 90 do século passado, na cidade japonesa de Shima, neste parque temático, podemos encontrar alguns dos monumentos mais emblemáticos de Portugal, como Cibele, ou o Parque Güell, e você pode ver a Dom Quixote ou Sancho Pança desfilando pelas ruas de uma cidade típico andaluz. Não falta, claro está, uma área dedicada a Gaudí, que os japoneses sentem verdadeira veneração.

Este parque, de 34 hectares de área, conta com 28 eventos, 23 restaurantes e cafés e 19 lojas. Todas as empregadas estão vestidas de flandres e os empregados de toureiros. Além disso, o visitante pode tirar uma foto vestido de toureiro e escalar a montanha russa do “matador”, onde a bordo de um toro-cart, atravessamos uma praça de touros, a toda a velocidade.
5. A prisão da província de hokkaido, Japão
E para terminar, apresentamos-lhe este curioso parque temático, museu, dedicado à prisão de Abashiri, uma pequena cidade da costa leste do Japão, muito longe de Tóquio, em uma área inóspita, que, no final do século XIX, decidiu abrir uma prisão para não ter que transmitir a seus malfeitores para a capital.

A velha prisão esteve em funcionamento até 1984, altura em que foi transferida para uma nova localização, e um ano mais tarde, os velhos edifícios foram abertos ao público como museu. Nele, o visitante pode ter uma idéia de como era a vida cotidiana dos presos e conhecer a estrutura do edifício principal, com seus cinco asas, construído radialmente. Além disso, você pode visitar uma câmera de punição, as células, os pátios e as instalações que foram usadas pelos presos que ali residiram.
O que te pareceu estes cinco curiosos parques temáticos? Você se anima a visitá-los?